Publicado em:

Desde 2012, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI conta com um programa piloto para acelerar o exame de pedidos de patentes brasileiras que abrangem tecnologias sustentáveis nas áreas de energia alternativa, transporte, conservação de energia, gestão de resíduos e agricultura, com base no Inventário Verde da IPC da OMPI.

Devido aos excelentes resultados obtidos pelo programa piloto – um tempo médio de espera de dois anos até o final do exame do pedido de patente -, a aceleração de exames de pedidos de patentes “verdes” tornou-se um serviço permanente do Instituto desde o dia 6 de dezembro de 2016.

O principal objetivo do programa de exame prioritário “Patentes Verdes”, em consonância com os atuais desafios globais na preservação do meio-ambiente, é incentivar a inovação no setor de tecnologias ditas “verdes”, permitindo a identificação de novas tecnologias e estimulando seu desenvolvimento sustentável e seu licenciamento.

Para mais informações não hesite em nos contatar: diblasi@diblasi.com.br.



Nossos escritórios